5 dicas para evitar mastite

É muito comum que as mamães de primeira viagem tenham muitas dúvidas em relação à amamentação. Uma delas é como evitar mastite, um tema que costuma ser motivo de grande preocupação.

Para quem nunca amamentou na vida, é muito comum não saber direito o que é esse problema, quais são seus sintomas e como se prevenir.

Além do mais, por ser um assunto cheio de mitos e tabus, é preciso estar bastante informada para atravessar essa fase da melhor maneira possível.

Foi pensando em tudo isso que resolvemos esclarecer algumas questões relacionadas a esse tópico e dar dicas essenciais para se proteger da mastite. Confira a seguir!

O que é mastite?

Mastite é basicamente uma inflamação na mama que pode ser causada por diversos motivos.

O mais comum deles é o acúmulo do leite que retorna para o organismo, ingressa nos vasos sanguíneos e passa a ser tratado como um “corpo estranho”. Dessa forma, o corpo da mulher passa a combatê-lo.

A mastite, porém, pode ter outras causas: bactérias que penetram na região da mama — facilitadas pela presença de fissuras/rachaduras — ou ainda disfunções hormonais.

Os principais sintomas da mastite são:

  • endurecimento da mama seguido de dor, vermelhidão e aquecimento da região;

  • febres;

  • calafrios;

  • mal-estar geral, semelhante aos sintomas da gripe.

Como evitar mastite?

A mastite pode ser prevenida com algumas dicas simples que vão melhorar sua qualidade de vida durante o período da amamentação. Confira:

1. Evite o estresse

O estresse pode causar o empedramento do leite e, provavelmente, a consequência disso será a mastite. Logo, é importante se manter serena e curtir essa fase com toda a tranquilidade.

Uma dica é aproveitar os momentos em que o bebê dormir durante o dia para descansar também.

2. Observe as roupas que está usando

As roupas — principalmente o sutiã — precisam estar sempre limpas e devem ser de um tecido que favoreça a transpiração natural da pele. Um dos mais indicados é a microfibra. Além disso, os sutiãs estilo meia-taça devem dar lugar a modelos mais confortáveis.

Caso a mama esteja “vazando” e melando o sutiã, é recomendado proceder com a retirada manual do leite seguida de uma higienização e troca da peça.

Nada de deixar o leite jorrar e umedecer a roupa. Esse tipo de ambiente úmido e abafado favorece o surgimento de fungos e bactérias.

3. Cuide da higiene da mama

A mama deve ser higienizada cuidadosamente a cada mamada. Para isso, use um pano limpo embebido em água.

Nem é preciso mencionar que as mãos devem estar extremamente limpas durante todo o processo de amamentação e durante a limpeza da mama também.

4. Mantenha o mamilo hidratado

Para evitar que surjam rachaduras e fissuras que possibilitem a entrada de bactérias no organismo da mãe, é fundamental manter o mamilo hidratado.

Já existem no mercado alguns cremes específicos para isso. Vale consultar seu médico e saber qual produto ele indica.

5. Verifique se o bebê está pegando a mama corretamente

Se o leite estiver fluindo na quantidade adequada para o bebê se sentir satisfeito, dificilmente a mãe vai sofrer os incômodos gerados pela mastite.

Assim, é fundamental observar se o bebê está abocanhando o peito de tal forma que o fluxo de leite seja contínuo o suficiente para saciá-lo.

Qualquer reação diferente, como choro ou inquietação, deve ser considerada com o intuito de corrigir essa questão o quanto antes para justamente evitar outros problemas.

Gostou de conhecer essas 5 dicas sobre como evitar mastite? Tem mais alguma informação interessante sobre o assunto que gostaria de compartilhar? Deixe um comentário!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *