Cuidados indispensáveis na primeira semana de vida do bebê

Após nove meses de espera, finalmente chegou o grande dia: o seu bebê nasceu! Com certeza, um momento de grande satisfação e, ao mesmo tempo, de pequenas preocupações com os cuidados que deverão ser tomados na primeira semana do bebê.

Para os pais, os primeiros dias de vida da criança são uma fase de adaptação e descoberta. Porém, se trata de um momento que exige muito cuidado e atenção, para garantir a segurança da saúde e bem-estar do bebê.

Então, para ajudar você a passar por essa fase em que todo cuidado é pouco, separamos neste post algumas dicas sobre os cuidados indispensáveis na primeira semana do bebê. Continue lendo e confira!

Respeite os horários de sono do bebê

É muito importante respeitar os horários de sono da criança, para que ela possa dormir a quantidade necessária para garantir o seu bem-estar. Quanto a isso, é normal o bebê dormir até vinte horas por dia, pois o seu sono é diferente do de um adulto.

E, nessa fase é preciso ter muita paciência, pois suas noites de sono não serão como antes. O ideal é que, nesse período, a mulher possa aproveitar os momentos de sono do bebê para dormir e descansar também.

Em determinados dias, pode ocorrer de o bebê ficar um pouco estressado, tendo dificuldades para dormir. Quando isso acontecer, a dica é preparar um banho para deixar o bebê mais relaxado.

E, ao contrário do que muitos diziam antigamente, é indicado colocar os bebês para dormirem de barriga para cima, para evitar a morte súbita.

Entenda como deve ser a amamentação

Para as mamães, esse é um dos momentos mais difíceis dos primeiros dias, pois muitas ficam preocupadas sem saberem se o bebê está mamando a quantia ideal para saciar a sua fome.

Nesse caso, se a criança mamar a cada duas ou três horas, mais ou menos, pode ficar tranquila: assim, ela provavelmente estará satisfeita.

Agora, é importante frisar que o leite materno é o único alimento que pode proteger e fornecer os nutrientes necessários para o seu filho, e deve ser exclusivo pelo menos até os sexto mês de vida da criança.

Saiba como colocar o bebê para arrotar

O arroto é essencial para aliviar a dor e deixar o bebê mais disposto. Isso porque ele ingere ar ao mamar, fazendo com que o seu estômago fique desconfortável com o excesso de gases. Algumas posições para fazer a criança arrotar são:

  • Sentar o bebê no seu braço e segurá-lo contra o seu peito, deixando o queixo descansar no seu ombro, e, com a outra mão, dar suaves tapinhas nas costas do bebê.
  • Deitar o bebê com a barriga para baixo no seu colo, segurando bem a cabeça da criança e certificando-se de que ela está mais erguida que o peito, e, com a outra mão, dar suaves tapinhas nas costas do bebê.
  • Segurar o bebê sobre o seu joelho, suportando seu queixo na palma da mão e fazendo o tórax repousar no seu pulso, mantendo sempre a cabeça do bebê erguida e, também, dar suaves tapinhas nas costas do seu filho com a outra mão.

Descubra como identificar e tratar as cólicas

É importante você saber que a cólica não é uma doença, mas apenas um processo fisiológico comum. Geralmente, ela aparece entre os 7 e 10 dias de vida, devido ao tubo gastrointestinal da criança ainda não estar amadurecido.

Esse período de dor pode durar até uma hora. Para aliviá-lo, você pode cantar, embalar, ninar, dar banho ou até mesmo fazer uma compressa com a fralda morna na barriga da criança.

Se tudo isso não funcionar, você ainda pode fazer com o bebê tome um pouco de leite materno, que possui propriedades anti-inflamatórias.

Não se preocupe com a perda de peso do bebê após o parto

A perda de peso do bebê após o parto é muito natural. Eles podem chegar a perder de 3% a 10% do seu peso. Porém, é necessário o acompanhamento de um pediatra que possa identificar se a criança está recuperando corretamente o seu peso.

Tome cuidado na hora do banho

No início, o recém-nascido só necessita de um banho por dia. Contudo, é necessário ainda tomar alguns cuidados, como:

  • Separar com antecedência tudo o que você vai precisar, para jamais deixar o bebê sozinho.
  • Não colocar o bebê na banheira enquanto ela estiver enchendo, pois a temperatura da água pode mudar sem você perceber.
  • Cuidar da temperatura da água para não queimar a criança.
  • Usar uma quantidade pequena de sabonetes e xampus, para não prejudicar a pele do neném.
  • Manter o ambiente aquecido, principalmente no inverno, pois os recém-nascidos perdem o calor muito rápido e acabam sentindo muito frio.

Pondere as visitas

Se a visita estiver saudável, sem nenhum tipo de doença infecciosa, não há nenhuma contraindicação. Ainda assim, é preciso que, no início, as visitas sejam controladas. Afinal, se trata de uma etapa muito sensível, devido à recuperação do parto e à adaptação da nova família.

Também, é de suma importância que os visitantes lavem bem as mãos antes de pegar a criança e evitem ficar passando o bebê de colo em colo. Isso porque, nesse período, a criança tem o sistema imunológico muito imaturo, e está mais vulnerável a doenças.

Previna o bebê das infecções

É necessário que os pais acompanhem, com muito cuidado, o calendário de vacinação dos pequenos, para garantir a sua imunização e protegê-los de doenças mais sérias. Outros cuidados, como uma boa higiene e limpeza do umbigo, também devem perseverar.

Além disso, vale destacar a limpeza do umbigo, que é essencial para que a criança não venha adquirir infecções ou outras doenças graves, como a meningite, tétano, pneumonia e septicemia. Assim, a higienização no umbigo deve ser feita a cada troca de fralda, com álcool 70%.

Conheça quais são os sinais de alerta do bebê

Por fim, como o bebê recém-nascido só sabe se expressar pelo choro, algumas coisas devem observadas com mais cuidado, como:

  • Quando o bebê apresentar dificuldade na sucção ou não mamar bem.
  • Febre ou hipotermia.
  • Feridas na pele.
  • Quando o bebê ficar muito molinho.
  • Apresentar muita irritabilidade.
  • Chorar constantemente.

Enfim, como vimos, os cuidados na primeira semana do bebê são indispensáveis, e você precisa estar atenta a cada sinal que a criança der.

E, para isso, você pode usar a tecnologia a seu favor. Adquirindo um gadget wearable, por exemplo, que monitora as informações do seu bebê, como a sua respiração, posição deitada, movimentação, eventuais quedas e até o distanciamento do aparelho.

E aí, gostou das nossas dicas sobre os cuidados indispensáveis na primeira semana do bebê? Então aproveite para compartilhar este artigo nas redes sociais!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *